Minha História com Animais

Quando eu nasci, tínhamos uma cadelinha mistura de Schnauzer com outro cão. Ela foi jogada para dentro do nosso sítio e ficamos com ela.

Com aproximadamente quatro anos, ganhei meu primeiro bichinho de estimação. Minha mãe comprou três coelhos, um marrom para mim, um branco para minha irmã e um preto para ela. Eles não gostavam de cenoura e faziam a festa mesmo era com repolho.

Um papagaio ficou preso numa árvore. Meu pai o pegou e também ficamos com ele ou ela. Não tinha nome, então chamávamos de louro ou papagaio. Resultado: Aprendeu a falar só esses duas palavras e repetia sempre.

Uma dia, eu e minha irmã achamos um gatinho no mato do sítio. Devem tê-lo jogado lá por um buraco no muro. Ele era bem pequeno, achamos que era fêmea e batizamos de Milly. Depois percebemos que era macho. Nunca foi castrado, então marcou território a vida toda.

Acredito que fui uma das primeiras pessoas no Brasil a ter hamster. Compramos dois que estavam numa caixa de papelão na rua. O rapaz que estava vendendo nos disse qual era o macho e a fêmea, mas depois esquecemos e trocamos os nomes. Eles tiveram filhotes, mas a mãe os comia após o nascimento. Como não tínhamos nenhuma fonte de informação na época, mandamos uma carta para o Globo Rural perguntando o que fazer sobre isso. Eles disseram que só atendiam criadores. O fato se repetiu algumas vezes infelizmente.

Tivemos um aquário com vários tipos de peixes, entre eles os dourados. O Rio teve muitas quedas de energia e isso desligava o aparelho de oxigênio da água, matando-os. Tinha um brigão que arrancava o rabo dos outros e uma Beta fêmea que ficou gordinha demais.

Compramos hamsters chineses. Eram fofos, porém um pouco agressivos. Tiveram filhotes e não houve nenhum problema. Eles cresceram bem.

Depois tive um hamster angorá. Ele era grande, lindo e calmo. Um dia fugiu da gaiola e quando o achei, horas depois, ele estava todo feliz de estar passeando pela casa.



Eu fiquei muito mal com a morte de tantos animais ao longo dos anos e resolvi não ter mais. Até que em 2009 eu quis voltar a ter um gato e em 2010 adotei o Kim e o Abel.


Convivi com outros animais, como periquitos, araras, ganso, entre outros. Coloquei aqui os que marcaram mais.

Categoria(s):

Deixe um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...