Missão Pet com Alexandre Rossi

Missão Pet


ATENÇÃO: Eu não sou o Alexandre Rossi e não o conheço. Não peça ajuda pelos comentários, nem pelo formulário de contato.


Em junho, no canal NatGeo Brasil, vai estrear a série Missão Pet com o zootecnista Alexandre Rossi, o famoso Dr. Pet. Ele vai ajudar animais de estimação com problemas de comportamento. Se você mora em São Paulo pode participar. Mande um e-mail para queroparticipar@caocidadao.com.br e conte o caso do seu bichinho! As melhores histórias receberão, em casa, a visita do Alexandre para ajudar a solucionar o problema.

Site oficial:
natgeo.com.br/br/especiais/missao-pet




Categoria(s):

13 Comentários

  1. Bom dia,


    Meu nome é Nayr Claudia, moro em São Paulo e estou desesperada com o meu caozinho. Precisamos muitoo participar!!


    Tudo começou com a minha vontade de ter um cachorroe como já haviamos tido 2 antes e sofridos com a suas mortes, ficamos um bom tempo sem ter cachorro, foi quando resolvi comprar um cachorro e decidi pelo poodle, sabe aquela história do Marley que ele era o cachorro em promoção, então a história do KIKO é parecido ele também era o cachorro na promoção, era adolescente e não tinha dinheiro para comprar um cachorro caro já que meus pais não ajudariam. Nessa época moravamos em Manaus. No começo ele era uma bolinha de pele inofensivo, mas ele guaradava uma personalidade que futuramente seria dificil de lidar. O que acontece com ele é que dia ele é um cachorro super fofo, carinhoso exceto quando deixamos cair algo no chão no qual ele se senti dono e há de quem resolver pegar a noite ele se torna mais feroz, bravo, não podemos nos mexer, já pensamos em dá-lo e até sacrifica-lo por esse comportamento bipolar, mas claro que o amor que sentimos é muito amor, ele já mordeu quase todos da familia, e são mordidas graves, podendo causar lesões sem volta, mas tentamos lifar com isso dia após dia, nisso já se passaram 12 anos, não sei se foi culpa nossa ou ele já é assim, mas estou desesperada e por isso meu desespero em contacta-los. Já tentei inúmeras vezes contato mas sem sucesso. Precisamos muito mas muito de ajuda, confesso que você irá se surpreender com ele, é um caso diferente, é tão diferente que ele sempre se torna assunto por seu comportamento bipolar e de todos os caso que já vi, ainda não vi nenhum parecido. Aposto que será um grande desafio para vocês também!!


    Por favor ajuda a minha familiaaa!!! Amamos o kiko mas precisamos contornar essa situação.


    Obrigada, espero que vocês vejam meu email!! :)

  2. Nayr, quem escreve este blog sou eu, Shanna Capell. Não tenho nenhuma ligação com o Alexandre Rossi. Para participar do programa é preciso escrever para queroparticipar@caocidadao.com.br e não aqui nos comentários.
    Grata.

    OBS: Abandono de animais é CRIME com pena prevista em lei.

  3. Bom dia doutor Alexandre ,sou Elza Mara de Campo Mourão interior do Paraná gostaria que me ajudasse tenho 4 cachorras , 1 cachorro 2 calopsita e 1 tiriva. Só que de alguns dias a cachorraemia(cruza de dog alemão com pit bull), uma cachorra dócil, ela já matou um Periquito um casal de Acaborna , todos pássaros criados no quintal soltos. Ela sempre ataca quando não estamos em casa. Agora está querendo pegar a Catu (tiriva) ela já arrancou o rabo dela, elas sempre conviveram juntas soltas pelo quintal da casa, elas só entram na gaiola pra comer e dormir. O que devo fazer? Me ajude a resolver este problema, pois quero bem a todos. Agora quando saio fico preocupada , não gostaria de prendê-las , até porque, elas não vão gostar da ideia de ficarem presas. Obrigada . elza.mara1@gmail.com

  4. Anônimo disse:

    meu nome é isabelly e eu adotei uma cadelinha mas ela ta insuportavel os
    visinhos recramam e se ela nao se conportar vol ter que dar pra augem
    mas a situaçao ta mais conpricada pois ningem a quer e eu to com medo de minha mae a joge na rua
    ja tentei de tudo mas ela nao para de latir por favor me ajude
    entre em comtato

    email: isabelly19992006@hotmail.com
    cel: 99024734 ( tim )
    cel: 99473463 ( sercontel )

    por favor é urgente

  5. tenho um poodoo,que não gosta de comer ração, ele fica até 4 a 5 dias sem comer , estou ficando preocupada ele esta bem de saude já levei ao veternario. ele não aceita nenhum tipo de ração as vezes fico com tanta do que acabo dando comida,mesmo sabendo que é errado más ele fica tão estresado que também quer morde nós da fámilia.ele já quis atacar minha filha de 8 anos por estar estressado e com fome.... gostaria por favor que me orientace como ajir com o meu animalzinho obrigado por em quanto.....

  6. Anônimo disse:

    paula adriane

    tenho 2 yorkshires, 1 deles o macho quando vai sair pra passear, fica agitado demais quer andar na frente, puxa muito a coleira e tambem quando chega uma visita na minha casa, ele pula muito em cima da pessoa toda vez um constrangimento. e outro problema e que ele em casa nao faz o xixi e necessidades na area de serviço, na madrugada ele faz na sala da minha casa. gostaria de uma ajuda sei que vc nao vem ao rio de janeiro, mas se pudesse mandar um emal com dicas pois estou com 1 bebe de 2 meses em casa e fico preocupada quando ele começar a engatinhar pela casa.
    obrigado aguardo contato

    email: ericodclopes@hotmail.com

  7. Anônimo disse:

    olá alexandre temos um schnauzer de 9 meses chamada vida,ela é um doce mas odeia criança nossa preucupação é quando meus primos chegarem em minha casa,tambem nos passeios ela tem a mania de puxar e latir para as pessoas,se ela melhorace o seu comportamento a senhora de idade que mora com agente poderia até mesmo passear com ela mas por enquanto isso é imposivel.

    AGUARDO CONTATO.

    Thalita Bezerra.

  8. Anônimo disse:

    boa tarde tenho um amigo que tem uma ofocona de funilaria perto de casa e tive de passar lá para acertar um reparo no meu carro, ocorre que ele pegou um cachorro que estava solto na rua (ABANDONADO), folhote e de porte grande e ele não consegue mais trabalhar. pois o cachorro é muito elegre e quer pular brinmcar e late muito se não lhe dão atenção, ele não sabe o que fazer já pensa em se livrar do animal. a funilaria é bem simploria, e o ninão que é o dono não despõe de muitos recursos, para pagar alguem para domar o bicho, pois isso pesso que me ligue para maiores informação muito obrigado. (mario 971351564)

  9. olá, meu nome é Maria Eduarda e tenho 2 cachorros, uma femia e outro macho, a femia é poodle e tem 10 anos, e o macho é pastor alemão(branco)e tem 8 meses. Desde que ele chegou em casa a poodle não deixa ele chegar perto dela, sempre que ele chega perto dela ela avança nele e o nosso medo é de que ele se irrite e acabe machucando ela.
    por favor me ajude, o que eu devo fazer???

  10. Ola meu nome é rodrigo, a pouco tempo ganhei um filhote de rottwailer de 2meses, e gostaria de dicas e informações de como adestrar e educar minha cadelinha! pesso ajudo do Dot.pet pois acompanho o programa, mais gostaria de ajuda na educação dela, pois creio esse ser o momento certo de iniciar o adestramento, pelo fato de nao ter condiçoes no momento de pagar para adestra-lá.



    Atenciosamente!

  11. Anônimo disse:

    Tenho uma Jach Russel, femea de quatro anos, nasceu em 26/6/2009, entao falta pouco pra completar.quatro anos. Ela mama nas tetas, e fica fazendo massagens e pasmem, sai leite, e nao esta prenha e nem mo cio. Bolei um avental com velcro pra ela mao ter acesso as mamas. Tais, ficam grossas como se estivesse amamentando. O que devo fazer? Pois nem mesmo assim ela para. Qdo saimos pra ela fazer xixi e o outro, tiramos o casaquon hi o em couro e velcro pois limita seus movimentos. E qdo descuidamos e ao chegar em casa naoo colocamos o casaquon hi o ela corre pra dentro da.casinha e fica com a.cpsta na patede da casinha e fica com as patinhas dianreiras masageando as mamas. O que devo fazer Alexandre Rossi?

  12. Nossa.... o povo é burro mesmo hein...não sabem nem ler o que está escrito na matéria... quer criar um cachorro!?!?!?!

  13. Olá,

    Estou precisando muito de sua ajuda, não sei se poderá ajudar…
    Minha cachorra, Salompas, está sozinha desde dia 13 de Setembro, a sua mãe, Faísca, morreu atropelada, elas viviam juntas há 9 anos. E tínhamos ainda mais duas cachorras que também morreram anos atrás. De início ela estava bem, aparentemente. Passaram-se duas semanas do acontecido, e agora ela está muito muito carente, chora e uiva quando não estamos em casa, e a noite por ficar só no quintal chora muito, late e uiva. Não sei se isso começou pelas chuvas e trovões, que a outra cachorra tinha muito medo, então elas ficavam juntinhas para se sentirem mais seguras. Ou ela ficou com medo de algo e não tem mais ninguém para se proteger e agora que sentiu a falta. Além disso, desde que ela morreu, ela vai para a terra e fica deitada em baixo de uma telha, fica toda suja. O que fazer? Você teria alguma indicação, sugestão, conselho… Só carinho resolverá? Ou isso é só manha para ficar conosco? Não sabemos o que fazer e estamos preocupados. Obrigada,

Deixe um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...